Copa do Mundo Feminina – Grupo C

A Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2019 na França está cada vez mais perto, e a expectativa pra edição desse ano é que seja uma das melhores,  o nível do futebol feminino vem aumentando a cada temporada, com isso, o interesse do público também cresce, o que gera mais investimentos, renda e consequentemente um futebol mais competitivo.

Confirmando esse crescimento, pela primeira vez a copa das mulheres será transmitida na TV aberta no Brasil, então não tem desculpa pra deixar de acompanhar as meninas da nossa seleção nessa competição tão importante. Na copa deste ano o Brasil está no grupo C junto com Austrália, Itália e Jamaica, vamos conhecer um pouco mais sobre as equipes deste grupo e ver o que se pode esperar de mais essa copa do mundo.

Brasil

Nossa seleção chega como uma das favoritas desse grupo, nossa equipe será comandada pela lenda Marta, a alagoana já ganhou o prêmio de melhor jogadora do mundo 6 vezes, mais que qualquer outro jogador de futebol, seja masculino ou feminino. Mas ela não é o único destaque, temos outros talentos que vão tentar trazer o primeira copa do mundo de futebol feminino pro Brasil.

As meninas do Brasil chegam pra essa copa com a confiança lá em cima, já que passearam nas qualificatórias. O Brasil foi líder no seu grupo de classificação para a fase final da Copa América, com uma campanha perfeita (4 vitórias em 4 jogos), 22 gols marcados e apenas um sofrido, deixou a Argentina pra trás e foi como favorita pra sequência do torneio sul-americano.

A Copa América Feminina do Chile de 2018 dava 2 vagas diretas pra esta copa da França, e outra na repescagem contra uma equipe da América Central ou no Norte. Na competição da América do Sul o Brasil também ganhou todos os jogos e garantiu vaga tanto pra esta copa da França, como pros próximos jogos olímpicos. Um retrospecto tão favorável e jogadoras de renome colocam o Brasil como uma das seleções surpreender e levar o título neste ano.

Como citado antes, Marta é o principal nome da seleção brasileira, mas o Brasil tem várias outras jogadoras de destaque no cenário do futebol feminino, desde as experientes Cristiane e Formiga, a novos talentos como a atacante Andressinha, ela joga no Barcelona, disputou a final da Champions League da última temporada e é um dos maiores expoentes técnicos da nova geração de jogadoras brasileiras.

O técnico Vadão vai mesclar a experiência com a juventude pra tentar ganhar o primeiro título da copa do mundo com as meninas do Brasil, a nossa seleção tem muitos destaques individuais, resultados importantes em outras competições, mas na copa do mundo a melhor colocação do Brasil foi um vice campeonato em 2007. Este ano Marta e companhia vão com tudo em busca da conquista inédita.

Austrália

A principal adversária do Brasil neste grupo deverá ser a seleção da Austrália, a equipe da oceania chega pra esta copa do mundo de futebol feminino com a moral elevada, afinal, estão no honrosa sexta posição no ranking mundial de seleções e garantiram vaga neste mundial porque foram vice campeãs da Copa da Ásia ao perderem a final pro Japão por 1 a 0 em um jogo apertado.

Apesar dessa derrota pras japonesas, a seleção australiana vem crescendo muito nos últimos anos, tanto que é a representante da confederação asiática melhor classificada no ranking. Recentemente, em 2018, inclusive ganharam do Brasil no torneio das nações, esse ano as aussies tentam superar a melhor campanha que já fizeram numa copa e ir além do sexto lugar conseguido na copa da China em 2007.

Para conseguir esse feito, as australianas chegam com uma equipe bem equilibrada, há uma boa mistura entre jogadoras experientes e jovens. O principal nome da equipe é a atacante Sam Kerr, ela atua pelo Chicago Red Stars dos Estados Unidos e é considerada uma das melhores jogadoras do mundo na atualidade. Aliás, a maioria do time australiano joga nos EUA, o que confirma a qualidade da equipe já que o campeonato americano é um dos mais fortes do mundo.

Itália

A terceira força do grupo é a Itália, o time é treinado pela ex-jogadora Milena Bertolini e busca crescer no cenário mundial de futebol entre as mulheres. A última participação das italianas tinha sido em 1999. 20 anos depois a equipe italiana chega pro mundial da França com esperanças de uma boa campanha, já que o campeonato nacional do país cresceu bastante com o investimento de times tradicionais do futebol italiano.

O maior destaque da equipe é a meio-campo de 27 anos Barbara Bonansea, ela é a principal jogadora da Juventus atual campeã do campeonato italiano. Além de Bonansea, o time de Turim “empresta” outras 7 jogadoras pra seleção. Esse entrosamento pode ser fundamental pra equipe apresentar um bom futebol e tentar passar da fase de grupos, nem que seja como uma das melhores terceiras colocadas.

O caminho para a Copa da França foi relativamente tranquilo para as italianas, elas garantiram a primeira colocação do grupo 6 com uma rodada de antecedência, deixando Bélgica, Portugal, Romênia e Moldávia para trás. Isso mostra a força da equipe italiana, aumentando as esperanças do povo italiano de ver o futebol das meninas crescer e ter o mesmo destaque que os homens do país tem no futebol.

Jamaica

Assim como no futebol masculino, a seleção feminina da Jamaica ainda não conseguiu nenhum resultado expressivo, a equipe da técnica Hue Menzies conseguiu a classificação pra copa do mundo de futebol feminino da França ao bater o Panamá na disputa do terceiro lugar do campeonato feminino da Concacaf. A vitória nos pênaltis por 4 x 2 (após o empate de 2 x 2 no tempo normal), deu à Jamaica a terceira vaga da região e mandou as panamenhas para a repescagem contra a Argentina.

A principal esperança de gols e de atuações agradáveis do time jamaicano fica por conta da presença da atacante Khadija Shaw, com apenas 22 anos ela já marcou 21 gols em 29 partidas pela Jamaica, um desempenho incrível que já faz dela a maior artilheira da história da seleção caribenha. Shaw joga pelo Tennessee Volunteers e é uma das 10 jogadoras da Jamaica que disputam o campeonato dos Estados Unidos. O povo jamaicano espera um bom desempenho das “Reggae Girlz” em sua primeira copa.

Veja a tabela e os jogos do Grupo C

Pos Time PG V D E GP SG Classificação
Austrália 0 0 0 0 0 0 Avança às oitavas
Brasil 0 0 0 0 0 0 Avança às oitavas
Itália 0 0 0 0 0 0 Disputa entre 3ª colocadas
Jamaica 0 0 0 0 0 0  

 

Jogos

Data Jogo Horas (Brasília) Estádio
09/06 Austrália  X  Itália 8:00 Stade du Hainaut, Valenciennes
09/06 Brasil  X  Jamaica 10:30 Stade des Alpes, Grenoble
13/06 Austrália  X  Brasil 13:00 Stade de la Mosson, Montpellier
14/06 Jamaica  X  Itália 13:00 Stade Auguste-Delaune, Reims
18/06 Jamaica  X  Austrália 16:00 Stade des Alpes, Grenoble
18/06 Itália  X  Brasil 16:00 Stade du Hainaut, Valenciennes