Seleção Brasileira na copa do mundo de futebol feminino 2019

Mais uma vez as meninas do Brasil vão pra uma copa do mundo em busca de trazer um resultado expressivo pro país, no futebol masculino o Brasil é considerado o país do futebol, com 5 copas do mundo e diversos outros títulos que fazem a camisa canarinho ser respeitada no mundo inteiro.

O futebol feminino do Brasil também é muito bom, temos a melhor jogadora de todos os tempos, a rainha Marta conseguiu ser eleita 6 vezes a melhor jogadora do mundo, outros destaques individuais também já despontaram em terras tupiniquins, a atacante Cristiane também concorreu ao prêmio de melhor do mundo duas vezes e acabou perdendo pra Marta.

Apesar de tanto talento e conquistas individuais, ainda falta uma grande conquista coletiva pra colocar o Brasil entre as gigantes do futebol feminino. A seleção canarinho já chegou a uma final de copa do mundo e a duas finais olímpicas, nas três oportunidades o título nos escapou e a frustração tomou conta dos torcedores.

Recentemente a capitã e estrela do time Marta deu uma entrevista à Tv Globo onde ela disse se questionar sobre esses vices. “Eu pensei, será que nós fizemos algo de errado? Será que não me doei o suficiente?” Esse depoimento mostra o quanto foi difícil superar as derrotas nas finais olímpicas de 2004 e 2008 e também na final da copa de 2007.

Infelizmente o título não veio pra coroar a melhor geração que já tivemos, na década passada chegamos a ter duas jogadoras entre as 3 melhores do mundo. Mas como o mundo não para de girar, a seleção seguiu em frente e mais uma vez conseguiu a classificação pra uma copa do mundo ao vencer a Copa América de 2018 no Chile.

Jogadoras

Vamos dar uma olhada nas 23 convocadas pelo técnico Vadão para a Copa do Mundo de Futebol Feminino 2019 na França:

Goleiras

Aline: 30 anos, joga no Tenerife da Espanha. Paulista de Aguaí SP.

Bárbara: 31 anos, natural de Recife e joga no Avaí/Kindermann, de Santa Catarina. Participou das campanhas dos dois ouros Pan-Americanos do Brasil e também na prata Olímpica de 2016.

Letícia: 24 anos, carioca, defende o Corinthians. Pela seleção ganhou a última copa américa.

Laterais

Camila: 24 anos, a lateral é também conhecida como “Camilinha”. Nascida em Santa Catarina hoje joga junto com Marta no Orlando Pride, Estados Unidos.

Fabiana: 29 anos, “Fabi” é lateral do Internacional. Também esteve na campanha de prata nas olimpíadas de 2008.

Letícia: 24 anos, é uma dos jogadoras da nova geração do Brasil e vai pro seu primeiro mundial. Atualmente joga como lateral Sportclub Sand da Alemanha.

Tamires: 31 anos, a lateral joga pelo Fortuna Hjorring da Dinamarca. Vai pra sua segunda Copa do Mundo com o Brasil.

Zagueiras

Kathellen: 23 anos, zagueira do FC Bordeaux da França, chegou pela primeira vez À seleção brasileira em 2018. Conseguiu uma bolsa para estudar e jogar nos Estados Unidos.

Érika: 31 anos, atualmente é zagueira do Corinthians. Saiu do PSG da França e veio jogar pelo timão por ser torcedora do time.

Mônica: 32 anos, outra jogadora experiente, aparece em convocações da seleção brasileira desde 2006. Tocar violão e cantar são alguns dos hobbys dela.

Tayla: 27 anos, paulista de Mongaguá joga pelo Benfica, atual campeão de Portugal.

Meio-campistas

Luana: 26 anos, joga no KSPO Women Football Team da Coreia do Sul. Foi convocada pra substituir Adriana que se contundiu. A Copa da França será sua primeira grande competição.

Andressinha: 24 anos, esta já será a segunda copa da gaúcha que atualmente joga pelo Portland Thorns dos Estados Unidos. É um dos principais nomes da nova geração da seleção feminina do Brasil.

Formiga: 41 anos, ao contrário de Andressinha, Formiga é a veterana da Seleção, já vai para sua sétima Copa do Mundo, nenhum futebolista conseguiu tal feito, seja masculino ou feminino. Chegou a se aposentar mas voltou a jogar e hoje atua pelo PSG da França.

Thaisa: 30 anos, paranaense de Xambrê é a única convocada por Vadão que disputa a liga italiana, hoje ela é jogadora do Milan.

Atacantes

Andressa Alves: 26 anos, um dos principais nomes da seleção brasileira, é camisa 10 do Barcelona e jogou a final da Champions League desta temporada, acabou ficando com o vice ao perder pro Lyon da França.

Bia Zaneratto: 25 anos, é uma das maiores esperanças de gol da seleção. Superou lesões recentes para disputar essa Copa do Mundo. Atualmente é jogadora do Incheon Hyundai Steel Red Angels da Coreia do Sul.

Cristiane: 33 anos, tem no currículo a marca de ser a maior artilheira das Olimpíadas, com 14 gols. Ela atua pelo São Paulo e já vai pra sua quinta copa do mundo.

Debinha: 27 anos, outra jogadora que atua na liga americana, ela joga pelo North Carolina Courage dos Estados Unidos. Chama atenção pela baixa estatura (apenas 1,57m) e velocidade.

Geyse: 21 anos, outra jogadora da nova geração da canarinho, vai jogar sua primeira Copa do Mundo. Atualmente é jogadora do Benfica de Portugal.

Ludmila: 24 anos, campeã espanhola pelo Atlético de Madrid da Espanha vai disputar sua primeira Copa do Mundo.

Marta: 33 anos, simplesmente a melhor jogadora de futebol de todos os tempos. Eleita 6 vezes melhor do mundo, na França vai jogar sua quinta Copa do Mundo. Hoje ela é jogadora do Orlando Pride dos Estados Unidos.

Raquel: 28 anos, atacante de muita velocidade. Hoje a mineira é atleta do Sporting Club Huelva da Espanha.

Técnico

Esta já é a segunda passagem de Vadão como técnico da seleção brasileira, os principais resultados dele no comando da canarinho foram os títulos das Copas América de 2014 e 2018 e o Pan-Americano de 2015. Vadão tem o apoio da maioria dos torcedores e uma boa relação com as jogadoras, a personalidade serena ajuda a manter o grupo na mão.

Retrospecto recente

O Brasil chega pra essa Copa do Mundo na França como a seleção campeã da Copa América de 2018, apesar da campanha perfeita na competição sul-americana, os resultados nos amistosos que antecedem a copa da França não são nada bons.

São nove derrotas consecutivas nos últimos jogos, um retrospecto tão fraco pode deixar o torcedor brasileiro preocupado. A equipe está procurando aproveitar muito bem o período de 15 dias de treinamento pra corrigir os erros e melhorar bastante para chegar no mundial com o time acertado e com chances de ir longe na competição.

Chances do Brasil

Depois de conhecer todos esses pontos da seleção brasileira você pode estar se perguntando… Quais são as chances de ganharmos o título?

A verdade é que esse ano o Brasil não chega como um dos favoritos pra levar a taça, temos outras seleções que atualmente apresentam um futebol melhor e por isso tem mais possibilidades de vencer.

Nas casas de apostas a seleção Brasileira está ali no “bolo” de equipes que podem surpreender, enquanto Estados Unidos, França e Alemanha são as francas favoritas, nós temos que contar com o talento individual das nossas atletas para surpreender.

As odds para o título do Brasil flutuam na casa de 18.00 a 22.00, perto de seleções como Austrália, Canadá e Japão que também são candidatas a “surpresa” nessa copa. O diferencial é que nenhuma dessas equipes tem a melhor jogadora do mundo em seus elencos.

Dica de aposta para a fase de Grupos

O Brasil caiu no grupo C da copa, ao lado Austrália, Itália e Jamaica. Nossa seleção, assim como a Austrália, deve conseguir 2 vitórias contra Itália e Jamaica, o resultado final do grupo deve ser decidido no confronto direto entre brasileiras e australianas. Nas casas as australianas são ligeiramente favoritas.

Mas será um jogo bem equilibrado, qualquer uma das equipes pode vencer e o empate é um resultado bem provável também. Sendo assim, a primeira colocação tem boas chances de ser decidida no saldo de gols. Desta forma o confronto contra as outras seleções será fundamental para definir a classificação final do grupo.

Analisando o futebol das nossas meninas e das aussies, nós temos um poder ofensivo mais destacado, principalmente por contar com jogadoras como Marta, Cristiane e Andressinha. Isso nos leva a crer que o saldo de gols do Brasil nos 2 jogos contra Itália e Jamaica será melhor que o das australianas.

Considerando as grandes possibilidades de empate no confronto direto, nossa dica de aposta para o grupo C da copa do mundo de futebol feminino 2019 na França é que o Brasil será o primeiro colocado do grupo, a 888sport está com odds de 2.50 na vitória do Brasil nesse grupo, uma das odds mais chamativas do mercado numa aposta que acreditamos ser a melhor chance de ganhos no grupo do Brasil nessa copa.