Sem apoio de Zidane, Bale poderá ser transferido em breve

Que Gareth Bale, meia-atacante do Real Madrid, está insatisfeito com a sua situação no clube espanhol já é algo que todos estão cientes. Mas, recentemente, em entrevista para um portal internacional, jogador deixou claro que acredita nos atletas de futebol atuais como sendo algo próximo a robôs.

Situação fica insustentável

Zinedine Zidane, treinador do Real, e Florentino Perez, presidente do clube espanhol, concordam que algo precisa ser feito em relação a Gareth Bale. Segundo o técnico do time de Madrid as atitudes diárias do atleta criaram uma situação em que ele teve que intervir. Pois, após a derrota por 2 a 0 para o Betis, o francês deu entrevista deixando escapar alguns itens internos do elenco.

“É verdade, eu não dei a chance de ele dar tchau.” – disse Zidane, confirmando que não permitiu a Bale uma despedida do Real. O camisa 11 ficou no banco de reservas contra o Betis a partida inteira. E, caso seja transferido, esse pode ter sido o último jogo que Gareth esteve presente usando a camisa do time de Madrid. Já que a situação do galês dentro do elenco também não estaria das melhores.

Bale atuando pelo Real – Vlad1988 / Shutterstock.com

“Eu tenho que ver as atitudes diárias e tomar decisões. Quando há coisas que eu não goste ou não se encaixem no que eu penso, eu preciso fazer o que acho melhor. Pode ser difícil para o jogador.” – comentou Zinedine. Mas, por outro lado, o atual treinador do Real deixou claro que a história de Bale não pode ser ignorada. Em toda a sua carreira o galês venceu 13 troféus, dentre eles 4 da Liga dos Campeões da Europa.

“Não podemos esquecer tudo que ele fez, mas preciso viver no presente e pensar no futuro. Veremos se o Bale vai continuar. Não sei o que vai acontecer.” – finalizou Zidane. Tudo leva a crer que Gareth deixará o clube espanhol. E sua insatisfação com o próprio esporte ficou clara em uma entrevista recente. Pois o atleta não economizou palavras para comentar sobre a situação do futebol recentemente.

‘Somos meio que robôs’

Em uma entrevista recente para um filme de uma produtora internacional, Bale comentou que os atletas de futebol perdem controle sobre a vida. “Como atleta profissional – especialmente em um ambiente de time – você não pode escolher o sua agenda. Talvez como um jogador de tênis.” – comentou o galês. “Então somos meio que robôs. Falam para nós onde estar, quando, qual hora temos que comer e quando falamos com o treinador.” – concluiu o atleta do Real.

“Você meio que perde a sua vida. Você não escolhe o que você quer fazer, quando quer fazer. Mas a carreira no futebol é curta, as vezes você tem que se sacrificar.” – disse Bale. Aos 29 anos, o galês já teve passagem pelo Southampton, onde se tornou jogador profissional. Posteriormente Gareth foi transferido para o Tottenham e depois comprado pelo Real Madrid em 2013.

Além dos 4 títulos da Liga dos Campeões da Europa, Bale também tem 3 taças do Mundial de Clubes. E o atleta do país de Gales também recebeu prêmios individuais, como o melhor jogador da Premier League e a bola de ouro da FIFA. Isso faz com que o meia ainda seja bem cotado no mercado e transferências internacionais. Pois, em teoria, o galês ainda tem alguns anos pela frente como profissional.

O Real tem alguns amistosos agendados para o mês de julho de 2019. Até lá, o mercado de transferências movimentará os elencos dos principais clubes europeus. Mas a decisão da Liga dos Campeões ainda está em aberto. Aproveite para dar o seu palpite hoje mesmo em Interwetten. Um site pouco conhecido, mas muito bom para quem gosta de apostar em futebol pela internet.