Liverpool empate segunda consecutiva, e City se aproxima

O time do Liverpool acabou perdendo a chance de fazer três pontos na segunda-feira (4). O empate em 1 a 1 com o West Ham mostrou que o elenco composto pelo brasileiro Ricardo Firmino não é tão invencível quanto parece. No momento, a diferença do líder para o segundo colocado, Manchester City, é de apenas 3 pontos. Bem menor do que já esteve em outras rodadas.

Posse de bola não é convertida em gols

O jogo entre West Ham e Liverpool mostrou que nem tudo no futebol se resume a um bom time. O clube liderado por Jurgen Klopp teve 73%, contra 27% de seus adversários. E mesmo com todo esse tempo com a bola sob seu controle, os Reds não conseguiram converter suas chances em gols. Mas também não foram capazes de criar grandes oportunidades de balançar as redes.

No que diz respeito ao jogo especificamente, o Liverpool abriu o placar aos 22 minutos do primeiro tempo. Sadio Mané recebeu um cruzamento da direita, e dominou com um giro para chutar sem defesas para o goleiro adversário. Mas a felicidade dos Reds acabou logo em seguida. Por fim, seis minutos depois, Michail Antonio acertou um belo chute no canto direito do goleirão brasileiro Alisson.

Jornalistas e torcedores cobram treinador inglês

O segundo empate consecutivo do Liverpool na última segunda-feira (4) fez com que o treinador do atual líder da Premier League tivesse quer dar explicações. Ao ser questionado, o técnico do Liverpool foi categórico. “As pessoas dirão que não estamos lidando com pressão. Mas ainda é cedo para falar em título. Faltam 13 partidas para o fim da Premier League. Eu não gostei desse jogo, mas ainda temos uma longa jornada pela frente.” – comentou Klopp ao final da partida contra o West Ham.

Jurgen Klopp – Oleksandr Osipov / Shutterstock.com

Além do fato de sofrer a pressão, as lesões também têm atrapalhado o desenvolvimento das estratégias de Klopp. “Estamos em uma situação difícil. Temos lesões que não sei de onde vêm. Poderíamos ter jogado melhor, mas os jogos são difíceis.” – disse Jurgen. Atualmente, Gini Wijnaldum e Jordan Henderson são desfalques que têm dado trabalho para arranjar substitutos.

Jurgen chegou a tentar alguns nomes novos. Adam Lallana fez seu primeiro jogo oficial como titular no ano, e os novatos Rafa Camacho e Curtis Jones no banco. Mesmo com nomes de peso, como Roberto Firmino, Salah e Shaqiri, o Liverpool não foi capaz de vencer o adversário. E isso não aconteceu somente no jogo contra o West Ham, mas também na partida anterior, contra o Leicester, a qual também terminou empatada em 1 a 1.

O treinador inglês sabe que precisará enfrentar disputas diárias na competição. “Temos que lutar, não se trata de aproveitar a situação que você se encontra. Temos 62 pontos, perdemos um jogo em toda a temporada até o momento e isso é muito positivo. Estamos bem e tudo vai dar certo, mas certamente hoje foi um jogo difícil.” – finalizou Jurgen Klopp após o último jogo do Liverpool.

A próxima partida do Liverpool pela Premier League é contra o Burnemouth. Time que está atualmente em 10º colocado e, em teoria, não oferece nenhuma ameaça para os Reds. Mas a pedreira vem depois, pela Champions League. Onde o clube inglês enfrentará o Bayern de Munique. Mesmo sendo o favorito para o confronto, é bom o time de Klopp começar a ganhar moral. Caso contrário, não é só a liga inglesa que escapará entre os dedos.