Vasco é campeão da Taça Guanabara em jogo polêmico

O Vasco da Gama é oficialmente o campeão da Taça Guanabara 2019. O time comandado pelo técnico Alberto Valentim do Carmo Neto enfrentou o Fluminense no Maracanã no domingo (17) e venceu por 1 a 0. O único gol da partida foi marcado por Danilo Barcelos aos 36 do segundo tempo. Com a vitória o clube carioca com a Cruz de Malta já está automaticamente classificado para as semifinais da Taça Rio.

Ordem de liberação derruba decisão de desembargadora

O Vasco da Gama bem que tentou entrar com um recurso para que fosse reconsiderada a decisão da desembargadora Lucia Helena de Passos. Segundo a magistrada, a final da Taça Guanabara deveria ser com portões fechados. Isso tudo aconteceu porque tanto Fluminense quanto a diretoria dos Cruz-maltinos venderam ingressos para o mesmo setor. O que, por sua vez, criaria grande risco para os torcedores.

Tanto Fluminense quanto Vasco alegaram ter autorização para fazer isso. E chegaram a tentar entrar em um acordo. No dia 16, sábado, um dia antes da final, houve uma reunião. Nela, compareceram o diretor do tricolor carioca, Pedro Abad, e Alexandre Campello, membro da diretoria do Vasco. Infelizmente não foi obtido consenso. Por fim, o jogo entre os dois finalistas da Taça Guanabara seria com portões fechados.

O Fluminense chegou a emitir uma nota oficial em seu site relacionada a polêmica das torcidas. Segundo a assessoria de imprensa do tricolor carioca, os torcedores do clube não deveriam comparecer ao estádio. Porém, a decisão de Lucia Helena não durou muito tempo. Logo no início do jogo houve confusão, e a polícia militar do Rio de Janeiro teve que intervir para controlar os ânimos.

Com a situação muito complicada fora do estádio, o desembargador de plantão, André Emílio Ribeiro, emitiu uma ordem de liberação. Logo, aos 30 minutos do primeiro tempo, os torcedores puderam adentrar no estádio, e ocupar as suas cadeiras correspondentes. Felizmente ainda não havia saído nenhum gol. E os adeptos de cada clube puderam acompanhar boa parte do jogo.

Com uso do VAR, Vasco garante vaga na semifinal da Taça Rio

A vitória na Taça Guanabara sobre o Fluminense por 1 a 0 rendeu ao Vasco a classificação para a semifinal da Taça Rio. Segundo o regulamento do Campeonato Carioca 2019, o campeão estadual do Rio de Janeiro será o vencedor do confronto entre o vencedor da Taça Guanabara, contra o 3º melhor colocado, e o vencedor da Taça Rio contra o 4 melhor colocado na classificação final.

Torcida comemorando – Andre Melo-Andrade / Shutterstock.com

O título de campeão da Taça Guanabara do Vasco foi o 13º desde o início da competição. O Flamengo é o maior vencedor do campeonato, com 21 títulos. A última vez que os Cruz-maltinos ergueram o caneco da disputa foi em 2016, quando venceram também o Fluminense e o Botafogo. Mas ainda sem a inserção da tecnologia que ganhou fama depois da Copa do Mundo de 2018.

O recurso VAR (video assistant referee) foi usado na final da Taça Guanabara 2019 entre Vasco e Fluminense. E foi decisivo para um lance polêmico. Aos 48 minutos do segundo tempo houve confusão entre jogadores dos dois times. O árbitro da partida, Bruno Arleu de Araújo, checou as imagens pelo monitor instalado no Maracanã, e expulsou Luciano, jogador do tricolor carioca.

Independente da expulsão, o jogo já estava com o resultado final. O Vasco foi consagrado campeão, e tem mais um título em sua história. Resta ao Fluminense pensar na Taça Rio, e tentar uma conquista importante para ser consagrado Campeão Carioca. Por fim, resta saber se o Flamengo também tentará ganhar a competição, por ser um ótimo candidato ao título do Rio de Janeiro.