Vexame adia final entre River e Boca

A delegação do Boca Junior sofreu um ato de violência a caminho do Monumental momentos antes do início da partida da final contra o seu rival, River Plate, pela Taça Libertadores. O incidente motivou ao adiamento da partida para o domingo.

A edição 2018 da Copa Libertadores ficará para a história não apenas por ser a última a contar com a final em duas partidas, mas por ter sido alvo de um dos maiores vexames do futebol sul americano. O veículo que transportava a equipe Xenixe ao Monumental Núñez sofreu um ataque da torcida do River Plate.

O ônibus foi alvejado por pedras, que não apenas deixaram danos patrimoniais, mas acabou por ferir pessoas em seu interior. Entre eles Pérez, que foi diagnosticado com úlcera no olho esquerdo, por conta dos estilhaços. Ainda, na confusão, a polícia utilizou-se de gás de pimenta, que acabou se espalhando para o interior do ônibus, causando seus efeitos nos ocupantes do veículo.

Desde a chegada, a postura do Boca Juniors foi de se posicionar para que a partida não ocorresse. A confusão nos arredores da sede da partida deixou dois jogadores feridos, que necessitaram de atendimento hospitalar (Pérez e Lamardo), além de outros 6 atletas que passaram mal em decorrência dos efeitos do gás de pimenta.

A situação poderia ter sido pior, o motorista que conduzia o ônibus xenixe foi atingindo por uma das pedras e ficou inconsciente. Enquanto o motorista recobrava a consciência, o vice-presidente do Boca Juniors, Horacio Paolini

Monumental Núñez - Nick Albi / Shutterstock.com

Monumental Núñez – Nick Albi / Shutterstock.com

Empasse

A partida estava marcada inicialmente para as 18 horas deste sábado, horário de Brasília. Por conta das notícias e pelo fato do estado inicial dos atletas, a Conmebol adiou, inicialmente, que o início da partida fosse alterado para as 19 horas. Posteriormente, foi comunicado um novo adiamento, desta vez para as 20h15. No decorrer deste tempo, ocorreram diversas reuniões entre representantes da equipe e dirigentes da Conmebol e da Fifa. Por fim, as três partes, River, Boca e Conmebol assinaram um documento concordando com a mudança de data da partida para domingo.

O primeiro jogo, disputado a mando de campo do Boca, resultou em empate pelo placar de 2×2. Com o resultado, não há nada definido, quem vencer leva a taça. O critério de gols marcados fora de casa não é válido para este confrontos, assim, qualquer empate levará a decisão para a disputa na cobrança de pênaltis. No momento, as odds para o confronto estão disponíveis a 2.20 para a vitória do River Plate, 2.87 para o empate e 4.00 para o Boca.